SP abre para o público a imensa Pinacoteca Contemporânea  – Voupranos

SP abre para o público a imensa Pinacoteca Contemporânea 

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, celebra a abertura da Pinacoteca Contemporânea para o público, no dia 4 de março. A partir dessa data, a população ganhará um novo espaço sustentável e acolhedor, integrado aos outros dois edifícios do museu – a Pinacoteca Luz e a Pinacoteca Estação. Com o terceiro prédio, a Pinacoteca de São Paulo se torna um dos maiores museus de arte da América Latina, com um total de 22.041 m², e potencial para receber até 1 milhão de visitantes por ano.

Pinacoteca Divulgação – Christina Ruffato

O projeto, assinado pelo escritório Arquitetos Associados, foi pensado para ser integrado ao centenário Parque da Luz e aos bairros do Bom Retiro e da Luz. A construção da Pinacoteca Contemporânea foi possível graças a uma composição de recursos entre o Governo do Estado de São Paulo, que investiu R$ 55 milhões, e de patrocinadores privados captados pela Organização Social Associação Pinacoteca Arte e Cultura – APAC, que acompanharam as obras desde sua fase inicial. A Família Gouvêa Telles foi a investidora de R$ 30 milhões, sem uso de lei de incentivo.

“Localizado ao redor de uma grande praça, aberto ao parque e à livre circulação do público, o edifício da Pinacoteca Contemporânea promove o encontro e o diálogo, de forma acessível e inclusiva, fomentando a diversidade, a educação e a sustentabilidade. O novo espaço complementa os outros dois edifícios da Pinacoteca através de uma arquitetura permeável e acolhedora, e reflete o espírito de integração social presente em todos os programas desenvolvidos pelo museu, favorecendo a experimentação da arte contemporânea”, explica Jochen Volz, diretor geral do museu.

Sobre o projeto O edifício da Pinacoteca Contemporânea é um sonho antigo do museu. Em 2015, com a transferência da Escola Estadual Prudente de Moraes para um novo e mais completo espaço, o conjunto de edifícios contiguo ao Parque da Luz passou a ser pensado para receber o terceiro prédio da Pinacoteca de São Paulo. Em 2018, o terreno foi oficialmente cedido à Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Por meio da Associação Pinacoteca Arte e Cultura – APAC, Organização Social que administra a Pinacoteca de São Paulo desde 2006, puderam ser iniciadas as contratações dos projetos básico e executivo, e os tramites de aprovações junto aos órgãos de preservação patrimonial e às instâncias municipais. O escritório Arquitetos Associados foi o selecionado entre dez escritórios convidados por um comitê composto por representantes da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dos órgãos de patrimônio e da Pinacoteca de São Paulo. A equipe dos Arquitetos Associados é composta por Paula Zasnicoff Cardoso, Alexandre Brasil, André Luz Prado, Bruno Santa Cecília e Carlos Alberto Maciel.

Pinacoteca Divulgação – Christina Ruffato

O projeto da Pinacoteca Contemporânea conta também com Silvio Oksman. Na proposta, foram mantidos os volumes arquitetônicos dos dois blocos de edifícios já existentes no terreno. Um mais antigo, atribuído ao escritório de Ramos de Azevedo, remanescente da primeira escola lá construída, e outro mais moderno, da década de 1950, de autoria do arquiteto Hélio Duarte. Conectando esses dois blocos, há uma grande praça pública coberta, com 1.339,2 m², e um pavilhão onde está localizada a Galeria Praça, com 200 m², dois ateliês para atividades educativas e a loja do museu. Com 1.000m², a Grande Galeria,situada no subsolo, e um mezanino com vista para o parque da Luz, onde está localizada a cafeteria, complementam o projeto, criando um ambiente que cumpre os requisitos fundamentais para um museu do séc. XXI, ao mesmo tempo em que é amigável, inclusivo e acessível.

A Pinacoteca Contemporânea conta com certificação ambiental Leed Silver, reconhecendo a eficiência do método construtivo, o uso de materiais sustentáveis, o aproveitamento de energia solar e a captação de água de chuva, entre outros itens. A obra foi realizada no período de 11 meses, iniciada em fevereiro de 2022. “O Arquitetos Associados buscou soluções que criassem espaços generosos, acolhedores e abertos para diversos usos – como a copa de uma árvore, referência direta ao Parque da Luz, onde a Pina se localiza. Para isso, o projeto apresenta uma grande cobertura de madeira na praça central, que explora a luz filtrada, como a do parque. O novo edifício reflete ainda uma grande preocupação ambiental, como é dever de um museu hoje em dia: a estrutura de madeira laminada colada é de fonte renovável e de origem certificada, e é a que melhor compensa as emissões de carbono”, conta Paula Zasnicoff.

Pinacoteca Divulgação – Christina Ruffato

A Pina Contemporânea recebe o público no dia 4 de março com duas grandes exposições inaugurais: uma coleção de obras do acervo da Pinacoteca vai ocupar a Grande Galeria e a artista coreana Haegue Yang, destaque do cenário internacional de arte contemporânea, estará na Galeria Praça.

Serviço: Abertura para o público Dia 04.03.2023

Funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 18h

Gratuidade: nos primeiros 30 dias, a entrada para visitação das exposições não será cobrada

 

Publicado em: 02/03/2023
Atualizada em: 02/03/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

São Paulo