São Paulo e Rio têm 21 restaurantes estrelados pelo Guia Michelin 2024 – Voupranos

São Paulo e Rio têm 21 restaurantes estrelados pelo Guia Michelin 2024

O Guia Michelin edição 2024 apresentou a nova seleção de restaurantes no Rio de Janeiro e São Paulo. Após uma pausa de três anos, a edição 2024 do Guia, apresentada oficialmente em cerimônia realizada no icônico Copacabana Palace, recomendou um total de 140 restaurantes nas duas maiores cidades do Brasil. Desse total, apenas seis restaurantes receberam duas estrelas Michelin – das quais três são recém-atribuídas –, 15 restaurantes receberam uma estrela – das quais sete são recém-atribuídas – e 37 são distinguidos com um Bib Gourmand – dos quais 12 são novos. Trinta e oito restaurantes que oferecem cozinha de alta qualidade também foram adicionados à seleção pela primeira vez. Fazendo sua estreia no Brasil, a Estrela Verde Michelin celebra os excelentes compromissos ecológicos de três estabelecimentos.

Cerimônia de apresentação do Guia Michelin 2024 – Divulgação

Gwendal Poullennec, Diretor Internacional do Guia Michelin, comentou: “estamos absolutamente encantados em apresentar a nova seleção de restaurantes do Guia Michelin Rio de Janeiro e São Paulo. Depois de alguns anos de pausa, o Guia está de volta e nossos inspetores tiveram o imenso prazer de retornar ao Brasil para redescobrir a oferta gastronômica das duas cidades. Desde restaurantes fiéis às raízes brasileiras até aqueles com conceitos mais inovadores ou cozinhas internacionais, as seleções foram conquistadas pelas inúmeras novidades que agregaram. Destacamos também o progresso notável alcançado pelos restaurantes de primeira linha – como evidenciado pela atribuição de duas estrelas Michelin a nada menos que três novos estabelecimentos – bem como o compromisso crescente com a gastronomia sustentável, com três restaurantes modelo recebendo uma Estrela Verde Michelin – é a primeira vez que esta distinção é concedida no Brasil.”

Entre os restaurantes com Duas Estrelas, os Inspetores Michelin mantiveram o D.O.M. (São Paulo), Oro (Rio de Janeiro) e Oteque (Rio de Janeiro) e elegeram mais três novos para essa categoria. Um deles deles é Evvai (São Paulo), que reflete a paixão do chef Luiz Filipe Souza pela comida e oferece um menu degustação único que inclui pratos coloridos e saborosos, impregnados de influências brasileiras e italianas, criando uma fusão das duas culturas.

Outro agraciado com duas estrelas foi o Lasai (Rio de Janeiro). Com apenas dez mesas, tem a culinária do chef Rafa Costa e Silva, que serve um moderno menu surpresa. Começa com uma variedade de petiscos e inclui excelentes pratos vegetarianos preparados com perfeição e baseados em ingredientes orgânicos sazonais de suas hortas orgânicas no Itanhangá e Vale das Videiras.
Para completar a elite dos restaurantes do eixo Rio-São Paulo está o Tuju (São Paulo), instalado num edifício de três andares, onde tudo foi pensado para a gastronomia, sendo cada piso do edifício dedicado a uma parte do jantar. Na cozinha, o chef Ivan Ralston combina produtos e sabores sazonais brasileiros (especialmente paulistas) com as técnicas europeias mais contemporâneas. O menu de degustação reflete o foco do chef na criatividade e na pesquisa, e cada composição é determinada pelas condições climáticas de cada estação.

O Guia MICHELIN 2024 apresenta sete restaurantes recém-premiados com Uma Estrela Michelin, sendo seis localizados em São Paulo e um no Rio de Janeiro. Isto eleva para 15 o número total de restaurantes distinguidos com uma estrela. Entre os novos contemplados estão: Fama Osteria (São Paulo), Kazuo (São Paulo), Kuro (São Paulo), Murakami (São Paulo), Oizumi Sushi (São Paulo), Sala San Omakase (Rio de Janeiro) e Tangará Jean-Georges (São Paulo).

Uma novidade desta edição do guia foi a chegada ao Brasil da Estrela Verde Michelin, lançada mundialmente em 2020, que pretende homenagear restaurantes pioneiros e apostados numa gastronomia mais sustentável. Estes restaurantes oferecem experiências gastronômicas que combinam excelência culinária com compromissos ecológicos excepcionais – e são uma fonte de inspiração tanto para os apreciadores de gastronomia como para a indústria hoteleira como um todo.

Três restaurantes, todos localizados em São Paulo, recebem pela primeira vez a Estrela Verde no Brasil. A Casa do Porco controla toda a cadeia alimentar, do campo à mesa, com rebanhos próprios caipiras de raças suínas brasileiras (Sorocaba, Plau, Canastra, Caruncho e Pereira), todos criados com técnicas sustentáveis. A Corrutela trabalha com produtos orgânicos de agricultores locais, bem como peixe e carne de origem sustentável, e produz a sua farinha no seu próprio moinho. Além da reciclagem, do reaproveitamento de águas pluviais e da compostagem, Tuju utiliza produtos sazonais de pequenos produtores locais, principalmente do estado de São Paulo, e possui um centro de pesquisa que visa dar visibilidade aos produtores que trabalham de forma justa, ética e sustentável.

Dentro da seleção Bib Gourmand, que destaca restaurantes pela excelente relação qualidade/preço há 12 novidades em total de 37 estabelecimentos escolhidos. Entre os novos restaurantes consagrados, dois estão localizados no Rio de Janeiro – Brota e Sult – enquanto todos os demais estão sediados em São Paulo: A Baianeira – MASP, Capim Santo, Cora, Cuia, Feriae, Kotori, Mocotó Vila Laopoldina, Nomo, Più Higienópolis, Shihoma Pasta Fresca.

 

Publicado em: 22/05/2024
Atualizada em: 22/05/2024
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Brasil