15 Curiosidades sobre a Disney World que você adoraria saber antes de visitar – Voupranos

15 Curiosidades sobre a Disney World que você adoraria saber antes de visitar

Está planejando visitar a Disney World na Flórida ou já foi para lá e adorou… então descubra agora 15 curiosidades incríveis sobre os parques e todo o complexo que vão fazer você ficar ainda mais apaixonado e interessado pelo mundo de Mickey Mouse.

Divulgação Disney World – Matt Stroshane

1 – DE PÂNTANO A REINO DA MAGIA

Quando o visionário Walt Disney resolveu estender seu reino da magia para além dos domínios californianos, Orlando não passava de um imenso pântano e sobrevivia principalmente da produção de laranja. “Aqui, na Flórida, temos algo especial que nunca tivemos na Disneylândia: a graça do seu tamanho. Há terra suficiente para tudo o que pudermos imaginar”, justificou na ocasião o empresário, que gravou um filme em 1966 delineando os planos para o então “Projeto Flórida”, incluindo detalhes do Magic Kingdom e da Comunidade de Protótipo Experimental do Amanhã (Epcot). Naquele mesmo ano, porém, Walt Disney morreu, em decorrência de um avançado câncer de pulmão. Não participou sequer do início das obras, que foram iniciadas no ano seguinte pelo seu irmão, Roy Disney, que nomeou oficialmente o complexo como o nome de Walt Disney World para garantir que o mundo se lembrasse do homem por trás do projeto.

Divulgação Disney World

2 – MAIOR QUE VITÓRIA!

A área de todo o complexo Disney, de 110 km², é equivalente ao tamanho da cidade de São Francisco, na Califórnia, ou maior que Vitória, a capital do Espírito Santo, cujo território abrange 93 km².

3 – A NOVA ORLANDO

Na inauguração, em 1971, o Walt Disney World recebeu 10 mil visitantes, que pagaram apenas US$ 3,50 pelo ingresso. Hoje, Orlando é a cidade mais visitada por brasileiros nos Estados Unidos. Só a Disney recebe 52 milhões de turistas por ano.

4 – MORTIMER

O primeiro nome do camundongo mais famoso do mundo era Mortimer, mas ele foi rebatizado por sugestão de Lillian, esposa de Walt Disney. Passou a ser chamado, então, de Michael Theodore Mouse, ou simplesmente Mickey.

5 – O LADO TRANSGRESSOR DO MICKEY

Com olhos grandes e nariz pontudo, Mickey tinha comportamento rebelde nos seus primeiros anos de existência. Até fumava e bebia. Sua primeira aparição foi no desenho animado Steamboat Willie, exibido em 1928 no Colony Theatre, em Nova York. Não era uma animação qualquer, mas a primeira a ter som, já que todos os filmes exibidos até então eram mudos e em preto e branco. O sucesso foi imediato e Mickey rapidamente se tornou popular.

Divulgação Disney World – Matt Stroshane

6 – MICKEY MOUSE WORLD

Com a ajuda de Mickey Mouse, Walt Disney construiu um império e ganhou um bocado de dinheiro. Disposto a tornar o personagem mais popular, o magnata da diversão aprimorou seus traços ao longo do tempo, mudou sua personalidade (que ficou mais politicamente correta) e até pensou em batizar o primeiro parque temático da Disney em Orlando de Mickey Mouse World. Mas o centro de lazer da Flórida acabou levando o nome de Magic Kingdom, o Reino da Magia.

7 – DECORAÇÃO PERSONALIZADA

A Disney World oferece um serviço de decoração temática para quem se hospeda em seus resorts. Fãs do Mickey, por exemplo, podem dispor de um kit com pegadas do rato, chapéu com orelhinhas, mensagem de boas-vidas, jogos de toalhas e outros itens. E há diversas outras maneiras de personalizar a hospedagem com seus temas favoritos.

8 – SUÍTE ESCONDIDA

No Castelo da Cinderela, há uma suíte para até seis pessoas, com televisores escondidos nos espelhos mágicos. Mas o quarto não está disponível para reserva. Para ter o privilégio de se hospedar lá, é preciso sorte para ganhar uma promoção realizada todos os dias no parque.

9 – PINTURA DIÁRIA

Os postes da Main Street no Magic Kigdom são pintados diariamente. Esse meticuloso trabalho é feito de madrugada, enquanto o parque está fechado, para mantê-lo sempre impecavelmente colorido. Outros reparos também são feitos durante a noite, como a pintura de calçadas e jardinagens.

10 – IDENTIDADE OLFATIVA

O aroma de baunilha que exala da rua principal da Disney não é feitiço de fada madrinha. Na realidade, são aspersores que espalham esse agradável cheirinho adocicado por todo o local. No Natal, a vanilla é substituída pelo aroma de hortelã.

11 – NA LIMUSINE DO AEROSMITH

A banda U2 era para ser a estrela da montanha-russa Rock ’n’ Roller Coaster, a montanha-russa mais irada da Disney World, no Hollywood Studios. Como o grupo irlandês não aceitou, o convite foi feito ao Aerosmith. A atração propõe um passeio alucinado na limusine do conjunto comandado por Steven Tyler. Já na reta final das filas, que serpenteiam um prédio fechado e com uma enorme guitarra na fachada, todos alcançam o estúdio de gravação dos roqueiros. Lá, a própria banda (em um vídeo) convida os fãs para ir a um show a bordo de uma limusine. Antes de entrar no carro, é bom se preparar psicologicamente, pois ainda na fila é possível vê-lo arrancando até atingir 100 km/h em 2,8 segundos, rumo a um buraco escuro. Gritos ecoam no ar, mas o empuxo é seguido de uma sensação maravilhosa. Nos minutos seguintes, é hora de cumprir um trajeto com três inversões e uma série de curvas, tudo isso no escuro e com detalhes iluminados. Cada lugar da limusine conta com caixas de som exclusivas, tecnologia que só a Rock ’n’ Roller Coaster tem na Disney. A trilha, é claro, traz músicas do Aerosmith. Afinal, lá todo dia é dia de rock, bebê!

Divulgação Disney World – Gene Duncan, photographer

12 – O FIM DOS BEATLES

O reino da magia em Orlando faz parte da história do fim de uma das bandas mais famosas de todos os tempos, os Beatles. Isso mesmo: foi no hotel Polynesian, dentro do complexo do Walt Disney World, que John Lennon escreveu a carta em que anunciou a Paul, George e Ringo a sua saída do quarteto de Liverpool.

13 – ACHO QUE VI UM RATINHO

A presença de Mickey nos parques da Disney World vai além do que as pessoas imaginam – ou, ao menos, do que conseguem enxergar. No livro Hidden Mickeys, publicado em 2002, o autor Steven M. Barrett expõe mais de mil imagens do camundongo escondidas no complexo em Orlando. Reza a lenda que essa brincadeira começou durante o desenvolvimento do Epcot, o segundo parque mais antigo da Disney World, inaugurado em 1982. Inicialmente, a ideia do conglomerado era não expor o ratinho por lá, já que esse parque foi criado com um perfil mais adulto e no qual, desde o início, havia bebidas alcoólicas à venda. Não se sabe se por pirraça ou arte, os designers do parque incluíram silhuetas, perfis e outras imagens do camundongo, nos mais diversos tamanhos e formatos, em murais, áreas de filas, estampas de roupas, fontes, gramados… Com o tempo, a moda pegou, se espalhou por todos os demais parques do complexo e virou uma mania entre os fãs. Hoje, não é raro encontrar visitantes com lupa na mão à caça dos cobiçados Hidden Mickeys (Mickeys Escondidos), e ninguém, nem mesmo os funcionários, sabe quantos deles existem.

14 – O GUARDA-ROUPA DO MICKEY

O Mickey Mouse gosta de se vestir muito bem. Tanto que possui cerca de 290 trajes oficiais. Além do emblemático short vermelho, o camundongo costuma desfilar pelos parques com roupa de feiticeiro, mágico, modelito de safári e por aí vai. Haja espaço no guarda-roupa!

15 – CLUBE SECRETO

O Walt Disney World tem um clube secreto, exclusivo para VIPs. Trata-se do sigiloso Club 33, que segue o conceito dos antigos clubes executivos, onde empresas e indivíduos compravam titularidade para ter acesso a lounges exclusivos com benefícios únicos. O Club 33 garante aos seus associados os melhores serviços e cuidados de concierge disponíveis no complexo, como bebidas alcóolicas liberadas e acesso a um restaurante exclusivo que não está aberto ao público e tem uma entrada secreta na Main Street. Reservando com muita antecedência, dá até para usar o Lilly Belle, um carro presidencial da frota da Disney e acessar lugares não permitidos aos visitantes dos parques, como salas e quartos secretos dentro das atrações. Para fazer parte desse seleto grupo, porém, é preciso desembolsar até US$ 60 mil de adesão, e ainda pagar uma taxa anual de R$ 15 mil.

Divulgação Disney World – David Roark

Publicado em: 02/03/2023
Atualizada em: 22/03/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Orlando