O que fazer na Sardenha – Voupranos

O que fazer na Sardenha

Adobe Stock: Landscape of the gulf of capo caccia at sunset from grotta dei vasi rotti – Sardinia

Dizem que a esmeralda é a pedra guardiã das pessoas apaixonadas, mas é lembrada também pelo verde intenso, pela beleza e pela raridade. Cobiçada, ela dá nome e caracteriza perfeitamente uma das regiões mais sofisticadas da Itália: a Costa Esmeralda, no nordeste da ilha da Sardenha, banhada pelo Mar Tirreno. Aqui, você descobre o que fazer por lá.

Costa Esmeralda

Muito procurada pelos casais que planejam paz em meio ao mar azul-esverdeado cor de Caribe, a ilha é também o refúgio chique de milionários. A água com aquela cor só vista nos cartões-postais é margeada pelo tom avermelhado das pedras de granito rosa e das flores que estão por toda a parte.

Com esse cenário, a costa, claro, é a parte da ilha mais desejada pelos turistas. Porém, basta rodar pelo interior da Sardenha para topar ainda com ruínas, grutas e cidades com vielas que escondem butiques requintadas.

Entre os resorts cinco estrelas à beira-mar nos quais ficam celebridades, como o cantor Lenny Kravitz e os atores Bruce Willis e Denzel Washington, se misturam charmosos hotéis-butique nas antigas ruelas. Também se mesclaram por lá galerias de arte, espaços culturais, restaurantes contemporâneos apresentando novos talentos culinários e festas estilosas abertas a todos.

Adobe Stock: Costa Smeralda, Sardinia – Travel Wild

Praias e Porto Cervo

Olbia é a porta de entrada para percorrer o trajeto da Costa Esmeralda, com apenas 55 km que concentram praias de areia bem branca e água azul-esverdeada. Sem ambulantes, prédios na orla, centenas de guarda-sóis e nem criançada correndo, elas são calmas e um convite ao romantismo.

As águas são entrecortadas no máximo por iates, barcos à vela ou praticantes de windsurfe, esporte tradicional na ilha. São tantas as praias que fica difícil escolher uma – ou algumas – para desfrutar. Sugestões para quem busca a calmaria são Liscia Ruja e Capriccioli, esta dividida com pedras de granito rosa e margeada por montanhas cobertas de pinheiros e oliveiras.

Depois de aproveitá-las, dá para partir em direção à badalada Porto Cervo (a 30 km de Olbia), que mesmo com apenas algumas centenas de habitantes é a principal cidade da Costa Esmeralda. Destino exclusivíssimo, Porto Cervo é o point para quem quer ver e ser visto.

É uma delícia caminhar ao longo dos dois portos da cidade: o Antigo, considerado um dos com melhor infraestrutura no Mar Tirreno, e o Rotondo, rodeado de casinhas coloridas.

A vila foi planejada para ser a capital da Costa Esmeralda pelo príncipe Karim Aga Khan IV, líder religioso islâmico de origem persa, que idealizou, nos anos de 1960, o lugar para receber aristocratas e celebridades. Deu o nome pomposo à região e convidou arquitetos italianos e franceses para construir Porto Cervo.

Adobe Stock: Porto Cervo – Vladimir Sazonov

Passeio pelas ilhas

A apenas 4 km de Porto Cervo, dá para encontrar uma das praias mais bonitas da ilha: a Baía Sardinia, outra com água cristalina azul-turquesa.

A leste, a cerca de 30 km por uma estrada à beira-mar, fica Palau, de onde partem ferries para a Ilha La Maddalena e Caprera, ligada à primeira pela ponte Passo della Moneta. As duas são repletas de atrativos naturais.

A primeira tem o Parque Nacional Maddalena e a segunda é coberta por pinheiros. Foi em Caprera que viveu e morreu Giuseppe Garibaldi, líder da Revolução Farroupilha, que ocorreu de 1835 a 1845 no Rio Grande do Sul.

Apesar de famoso no Brasil, não é só por aqui que ele é aclamado. Do outro lado do oceano, o país natal de Garibaldi também o tem como herói por ter lutado na unificação italiana.

Por isso, a pequena ilha guarda com orgulho os objetos pessoais do revolucionário na casa onde ele viveu, hoje transformada em museu. Um relógio na parede indica e faz lembrar os turistas das últimas palavras do líder: às 18h20 do dia 2 de junho de 1882, pouco antes de morrer, ele teria feito o último pedido: ver aquele mar de cor única pela última vez.

Ainda contornando a costa, chega-se a Alghero, mais uma cidade atendida por aeroporto. De lá, é quase obrigatório pegar uma das várias excursões em embarcações e ir até o Cabo Caccia. Trata-se de uma sucessão de paredes verticais formando grutas, galerias e poços envolvidos por aquela água azul “fosforescente”.

Adobe Stock: Sardenha – Massimiliano

Legado histórico

Apesar da fama, não é só a costa o destaque na Sardenha. No centro, ficam as montanhas de Gernnargentu, alcançadas por uma estradinha sinuosa e estreita com vilarejos que são verdadeiros mirantes. Na região, há vestígios da cultura, inclusive o dialeto, dos nuragues, povo que habitava a Sardenha desde o século 20 a.C.

Deixaram resquícios tão antigos que remontam ao século 16 a.C. da cultura que durou até cerca de 500 a.C. e desapareceu totalmente com a ocupação romana. A ilha traz complexos arqueológicos desse período quase pré-histórico, como o complexo de Barumini, a cerca de 60 km de Cagliari, e tido como Patrimônio Mundial pela Unesco.

Hoje, a região mais parece as ruínas de um castelo. O sistema defensivo dos nuragues é tido como único no mundo e desenvolvido somente na Sardenha: uma construção de pedra com torres defensivas circulares e câmaras internas.

Além da espécie de fortaleza, estão por lá um museu com peças e explicações e o antigo vilarejo da comunidade, que foi habitado mais tarde também pelos fenícios, cartagineses e romanos e, por isso, traz ainda vestígios da vida doméstica e das atividades desses povos.

Adobe Stock: Torre di Sulis – 4th Life Photography

CONVITE ESPECIAL

A agência Voupra atende centenas de clientes por dia sempre com o compromisso de oferecer a melhor experiência.

Quando estiver próximo da Avenida Paulista em São Paulo, passe para visitar o escritório da agência e tomar um café! Será interessante você conhecer a ampla estrutura da agência dos seus amigos aqui, os Voupranos.

Endereço: Avenida Paulista,  1079 – São Paulo

O objetivo da agência Voupra é sempre criar um vínculo duradouro com os clientes, proporcionando experiências incríveis, para que essa relação de fato se torne especial por muitos anos.

VEJA TAMBÉM:

O Voupranos possui a missão de ajudar o viajante brasileiro na hora de planejar sua próxima viagem e se informar sobre tudo que acontece de mais importante para o turista do Brasil.

Todos os artigos, notícias e dicas de viagem do Voupranos são preparados por especialistas em turismo, jornalistas e conta com a curadoria da Editora Europa. A atualização é diária e o portal já conta com centenas de páginas com informações dos principais destinos procurados pelo público brasileiro.

O site de notícias Voupranos tem a proposta de ser um portal leve, divertido e empolgante, com a ambição de se transformar em um dos maiores portais do Brasil, com o desejo de mais que informar, levar a alegria e diversão para todo o seu público.

Além dos artigos que funcionam como guias rápidos de cada destino, o portal traz diariamente novas notícias do mundo do turismo. Tudo com foco no viajante, que deseja planejar excelentes férias com o melhor investimento. Visite o Voupranos sempre que desejar explorar um mundo de novidades em muitos destinos.

portal Voupranos é um investimento ambicioso da agência de viagens Voupra, conhecida pelas grandes novidades que implementou no segmento de turismo nos últimos anos, e pelo forte comprometimento com seus clientes, inclusive sendo uma das raras agências com o certificado RA1000 do Reclame Aqui.

Publicado em: 02/01/2023
Atualizada em: 02/01/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Itália

O que fazer em Nápoles Itália

O que fazer em Nápoles

  • A graça da cidade está em seu verdadeiro clima à moda italiana
  • Há sempre muito o que fazer em Nápoles