Com lindas paisagens, Ilhas Maurício é um dos destinos mais românticos do mundo – Voupranos

Com lindas paisagens, Ilhas Maurício é um dos destinos mais românticos do mundo

Adobe Stock: Trou-aux-Biches, Ilhas Maurício – Soloviova Liudmyla

Para quem busca uma viagem romântica, poucos lugares no mundo oferecem tantas atrações quanto as Ilhas Maurício. O que não faltam por lá são casais em lua de mel rendidos pela beleza natural e pelo clima de exclusividade desse arquipélago fincado no Oceano Índico, entre a Ásia e a África.

Maurício, a porção de terra principal e que empresta o nome ao país formado por diversas outras ilhotas, é o cume de uma montanha que se elevou do fundo do mar ao longo de milhões de anos, após sucessivas erupções vulcânicas, até dar vida a frondosas áreas verdes e praias banhadas por uma lagoa protegida por recifes que envolvem a ilha como uma barra de saia.

Graças a esse “muro” de corais, ondas fortes não chegam às faixas de areia e há bem-vindas piscinas naturais com águas mornas, cristalinas e azuis por todos os lados. Parece até a imagem perfeita de um catálogo de turismo. E é.

Adobe Stock: Ilhas Maurício – Александр Лобач

Adobe Stock: Ilhas Maurício – Lucky-photo

Com os ventos que sopram forte por lá e favorecem os esportes aquáticos, a ilha batizada pelos holandeses em homenagem ao conquistador Maurício de Nassau se revela aos jetsetters como uma opção tão boa ou até mais interessante que Maldivas e Seychelles, desejados destinos tropicais nos arredores. Afinal, não se resume apenas ao belo litoral tomado por hotéis estrelados.

Passeios de bike por estradas cênicas, mercados coloridos, vilarejos descolados que remetem à costa da Califórnia (EUA), a urbanizada capital Port Louis e, sobretudo, uma impressionante miscelânea cultural fazem com que a experiência ali vá muito além dos muros dos resorts.

É o caso do monte Le Morne, principal cartão-postal de Maurício e patrimônio mundial da Unesco. Só de ver sua imagem já dá para ficar de queixo caído.

Adobe Stock: Ilhas Maurício – Artifirsov

Adobe Stock: Le Morn Brabant, Ilhas Maurício – Olga Khoroshunova

Mergulho com golfinhos

É para o mar que a maioria das pessoas vai quando o objetivo é dar uma escapada do hotel. Os mais esportistas procuram locais como o One Eye, o segundo melhor point do mundo para praticar kitesurfe, atrás apenas do Havaí. Os menos radicais, por sua vez, seguem para La Prairie, no sudeste da ilha, de onde, todas as manhãs, partem passeios para observar golfinhos.

À primeira vista, o tour soa perfeito: trata-se de um mergulho com snorkel em uma área natural, onde os mamíferos se alimentam nas primeiras horas do dia, e não em um tanque, como em Orlando (EUA) ou Cancún (México). Ocorre, porém, que muitos barcos chegam lá ao mesmo tempo, o que rouba um pouco a emoção da experiência.

É preciso nadar rápido para acompanhar os golfinhos, que passam como foguetes no fundo do mar. Mesmo com a muvuca, a sensação é maravilhosa nos trechos com boa visibilidade, e mesmo quem fica no barco consegue ver de pertinho os bichinhos saltando, o que arranca muitos “ohhhs”.

Vale a pena emendar o mergulho com uma visita às Crystal Rocks, formações vulcânicas que parecem brotar sobre as águas translúcidas de Maurício como naus à deriva. É um cenário lindo, que dificilmente será visto em outro lugar do mundo. Pode prepararas câmeras, pois rende ótimas fotografias.

Adobe Stock: Mergulho, Ilhas Maurício – Soloviova Liudmyla

Adobe Stock: Mergulho com golfinhos, Ilhas Maurício – Prochym

Adobe Stock: Crystal Rock, Ilhas Maurício – Massimo Pizzotti

Terra das Sete Cores

Outro passeio típico é o que segue para a região de Chamarel, também no sudeste de Maurício. Há roteiros de bike de meio-dia ou dia inteiro, no qual você almoça em um restaurante com mirante para a Le Morne e outras montanhas cobertas de verde se debruçando em direção ao Índico.

O grande barato por lá é pedalar nas estradas que serpenteiam o Parque Nacional Gargantas do Rio Negro, quase sempre serra abaixo. O trajeto inclui paradas em locais como a Cachoeira de Chamarel, com 100 metros de altura (pouco maior que a Estátua da Liberdade, reforça o guia). Linda, ela despenca em um cânion que pode ser observado de dois mirantes.

Mais um pouco de pedal e se alcança a Terra das Sete Cores, uma inusitada formação geográfica em que a mistura de diversos sedimentos vulcânicos gerou uma colina com pequenos relevos de areia de tons marrom, vermelho, roxo, azul, verde, amarelo e laranja. É um lugar lindo, onde também se pode ver de pertinho algumas tartarugas gigantes trazidas da vizinha Seychelles.

De volta a bike, dá para pedalar pelo trecho costeiro da via B9 na altura de Baie du Cap, onde a pista faz uma espécie de “U” às margens do oceano e cuja paisagem é tão linda que muitas listas da internet a classificam entre as 10 estradas mais cênicas do mundo. Vale a pena subir no pequeno monte ao lado para observar do alto aquela maravilha antes de seguir pedalando às margens da La Praire, praia em que é possível observar a galera praticando kitesurfe.

Adobe Stock: Chamarel, Ilhas Maurício – Danmal25

Adobe Stock: Chamarel, Ilhas Maurício – Alexanderkonsta

Adobe Stock: Chamarel, Ilhas Maurício – Jovannig

Outros passeios

Há ainda outros passeios interessantes para fazer na ilha, como visitar a Ile aux Cerfs, na costa leste, com faixas de areia espetaculares; a capital Port Louis, que tem um grande e colorido mercado, templos, um calçadão à beira-mar e edificações modernas, como o aeroporto internacional; e Grand Baie, ao norte de Maurício, onde uma rua repleta de lojinhas atraentes desponta num visual que lembra Santa Monica, na Califórnia.

O trecho de Grand Baie abriga ainda uma das praias mais lindas de Maurício, embora a da Península de Le Morne, no extremo sudoeste, e a de Trou aux Biches, a noroeste, não deixem nada a desejar. Os europeus que o digam, pois costumam passar 10 ou mais dias na ilha a fim de ter tempo livre para praticar esqui aquático, stand up paddle, windsurfe e outras atividades náuticas oferecidas gratuitamente pelos melhores resorts.

Adobe Stock: Ile aux Cerfs Maurice, Ilhas Maurício – Bennymarty

Adobe Stock: Ile aux Cerfs, Ilhas Maurício – Massimo Pizzotti

Publicado em: 20/07/2023
Atualizada em: 20/07/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Ilhas Maurício