Um pedacinho da Europa instalado no sul do Brasil – Voupranos

Um pedacinho da Europa instalado no sul do Brasil

Ir a Gramado é como dar um giro pela Europa sem sair do Brasil. As casas de estilo enxaimel e os chalés de telhados triangulares em meio às araucárias fazem pensar que você está em algum lugar dos Alpes suíços.

Afinal, a principal cidade turística da Serra Gaúcha tem forte influência dos descendentes de italianos e alemães que chegaram à região há pouco mais de cem anos e foram os responsáveis não só pelo charme da arquitetura, mas também pela mesa farta de fondues, galetos, strudels, polentas, capeletes, vinhos…

Gramado

AdobeStock, diegograndi

É justamente essa atmosfera europeia que faz de Gramado uma das cidades mais charmosas do País. E a mais visitada da Serra Gaúcha também. Todos os anos, recebe cerca de 6 milhões de turistas, que não chegam apenas no inverno, quando pode até nevar, mas especialmente no final do ano, quando as ruas e praças ficam todas iluminadas e com uma bárbara decoração de Natal.

Nenhuma outra cidade do Brasil comemora a chegada do Papai Noel como Gramado. De outubro até o começo de janeiro, uma série de shows, desfiles e espetáculos teatrais com temáticas natalinas tomam conta da cidade.

Além de todo esse clima de encantamento, conhecer Gramado não exige esforço. Primeiro porque fica a apenas 100 km do aeroporto de Porto Alegre, ou a uma hora e meia de carro. A cidade é pequena, bem sinalizada e fácil de circular, especialmente a pé. Sequer tem “sinaleiras”, como eles dizem por lá, e os carros respeitam a faixa de pedestres de forma quase religiosa.

Basta, portanto, ganhar a Avenida Borges de Medeiros, a principal via da cidade, para ver o que há de melhor. Ali está a Igreja de São Pedro, toda feita de pedra, e uma infinidade de lojas de roupas e chocolates que parecem piscar para você o tempo todo. Dela parte a Rua Coberta, um calçadão, tomado de bares e restaurantes, que é o principal ponto de encontro local.

Shutterstock, Paulo Nabas

Fora do centro, Gramado é uma maratona de atrações. Tem museus bem divertidos, cervejarias, parques temáticos (incluindo o Snowland, um parque de neve com pistas de esqui indoor) e roteiros de agroturismo nos quais os colonos abrem as portas de suas fazendas aos visitantes sem qualquer cerimônia. Não bastasse isso, a cidade tomou gosto por novidades e vem criando cada vez mais atrativos.

É o caso do Geo Museu, na Avenida das Hortênsias, cujo acervo reúne pedras preciosas, minerais e fósseis do mundo todo. A avenida também passou a abrigar o parque temático Fantastic House, uma casa lúdica, que reabriu em 2021 para oferecer uma jornada interativa a “peregrinos” (como são chamados os visitantes) de todas as idades. Leva-se cerca de uma hora para viver essa experiência mágica e sensorial por sete ambientes que contam uma história encantadora.

Já na hotelaria, a cidade ganhou um upgrade com a abertura de um resort, que tem arquitetura e gastronomia inspiradas na charmosa região italiana da Toscana. A principal novidade, porém, é o Acquamotion, o maior parque aquático indoor de águas termais da América do Sul. Localizado a 8 km do centro da cidade, o empreendimento tem piscinas e tobogãs abastecidos com água do Aquífero Guarani, que brota das entranhas da Terra a uma temperatura de 43 ºC.

A grande festa do Natal

Nenhuma outra cidade do Brasil comemora o Natal feito Gramado. As ruas ganham uma linda decoração natalina. As lojas e os restaurantes entram no clima e enfeitam suas fachadas. A Rua Coberta ganha um palco para shows diários.

O Papai Noel circula pela cidade a bordo de um velho calhambeque. E uma infinidade de shows e espetáculos acontece todas as noites. É o chamado Natal Luz de Gramado, que geralmente começa em outubro e se estende até meados de janeiro.

Shutterstock, advjmneto

A principal atração gratuita é a cerimônia de acendimento das luzes de Natal, que acontece na Avenida Borges de Medeiros, sempre às 20h em ponto. Nesse espetáculo, o Papai Noel aparece na fachada do Palácio dos Festivais e comanda uma encenação que termina com as luzes acesas nas ruas e avenidas da cidade.

Já o espetáculo Illumination, realizado em uma arena ao redor do Lago Joaquina Rita Bier, tem uma superprodução com música clássica, bailarinos, show pirotécnico e narração de Cid Moreira. O tema é a criação do mundo e o nascimento de Jesus. E no parque de exposições, o Expogramado, tem desfile com direito a carros alegóricos e muitas fantasias dignas das escolas de samba cariocas. O espaço conta também com um teatro, onde costuma ser realizado o musical A Lenda do Bosque de Natal. A programação é diária.

Aldeia do Papai Noel

Finlândia que nada! O Bom Velhinho mora em Gramado. Há quase três décadas, ele mantém residência fixa no Parque Knorr – que, por isso mesmo, ganhou o sugestivo nome de Aldeia do Papai Noel.

A “fábrica de brinquedos” também fica ali, em meio a uma área verde de 9 hectares, e todo mundo que chega é muito bem-vindo, especialmente as crianças, que costumam levar cartinhas com pedidos de presentes.

Shutterstock, Helissa Grundemann

Ali, o Papai Noel trabalha que só, todos os dias da semana, sempre com muito bom humor para receber os visitantes, que ainda se divertem com um “trenó voador” que segue por trilhos entre as árvores. O mais engraçado é a casa do Papai Noel, que é toda mobiliada e inclui o escritório onde o Bom Velhinho lê as cartinhas das crianças.

Publicado em: 22/10/2022
Atualizada em: 16/11/2022
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

VEJA TAMBÉM

Gramado