Caribe surpreendente: descubra os segredos de Tobago – Voupranos

Caribe surpreendente: descubra os segredos de Tobago

Adobe Stock: Tobago Cays, Caribe – Erwin Barbé

Cotton Bay, uma das maiores atrações de Tobago, lembra a Praia do Sancho, em Fernando de Noronha, uma das mais bonitas do Brasil e do mundo. É igualmente maravilhosa, talhada dentro de um paredão de floresta e com aquela sensação de “quero este lugar só para mim”. Mas pouca gente conhece.

Em Tobago, encontrar um pedaço assim não é difícil. Essa pequena ilha – aliás, pequena mesmo, com 42 km de comprimento e 10 km de largura, área igual à de Ilhabela, em São Paulo – é repleta de praias intocadas, com aquele mar azul e a areia branquinha tipicamente caribenhos. Mas com um detalhe extra: a moldura natural da mata tropical, linda, exuberante. Tobago é um Caribe alternativo, rústico e belíssimo.

Adobe Stock: Tobago Cays, Caribe – BlueOrange Studio

Verde e selvagem

Para muita gente, Tobago não passa de uma vaga lembrança de alguma aula de geografia do ginásio, quando se descobre, no mapa da América do Sul, a existência de um curioso país composto por duas ilhotas bem próximo da costa da Venezuela. É a República de Trinidad e Tobago. A capital Porto de Espanha (lembra?) fica na ilha de Trinidad, muito mais urbanizada, onde vivem cerca de 95% dos 1,3 milhão de habitantes desse país que fala inglês e usa o dólar de Trinidad e Tobago (TTD) como moeda oficial.

Tobago, por sua vez, é verde e quase selvagem, uma espécie de quintal de lazer dos trinitários, e também dos ingleses, que eram os donos do pedaço até 1962. Um selo postal histórico mostra uma foto de John Lennon e Ringo Star de férias por lá, nos anos de 1960, um pouco antes do fim dos Beatles.

Mais recentemente, alemães e norte-americanos fanáticos pelo bird watching aterrissaram na ilha em busca das 220 espécies de pássaros que vivem felizes da vida na Main Ridge, a reserva ambiental que cobre dois terços do território da ilha.

Adobe Stock: Tobago Cays, Caribe – Erwin Barbé

Adobe Stock: Tobago Cays, Saint Vincent – Vadim.nefedov

Tobago pode ser apenas um pontinho no mapa, mas tem capital. Trata-se de Scarborough, um vilarejo bem charmoso que concentra serviços, comércio e o porto, por onde chegam os cruzeiristas. Visitantes de um dia estranharão logo o inglês falado na ilha, com pitadas de francês, espanhol e muitas palavras em indiano (em Trinidad eles são 35% da população).

Agora é a vez dos brasileiros descobrirem Tobago. Atributos naturais para isso não faltam. A começar pelas praias de dois litorais bem distintos que banham Tobago: o do Caribe e o do Atlântico, que entregam um mar calmo e abrigado de um lado, e outro mais agitado, com ventos perfeitos para wind e kitesurfe.

No fundo do mar, a ilha guarda alguns dos melhores pontos de mergulho do planeta, com jardins submersos de corais multicoloridos e grande diversidade de vida marinha, incluindo o maior coral-cérebro do mundo. Sem contar as trilhas na mata, de onde ecoam o trinado da chachalaca e do cocrico, duas aves raríssimas, cujo avistamento é a grande recompensa dos amantes do bird watching.

Adobe Stock: Forte King George Park, Scarborough – Picturellarious

Adobe Stock: Scarlet Ibis, Tobago – AB Photography

Fitoplânctons e golfinhos

Para aproveitar tudo isso, numa panorâmica, o ideal é ter um carro alugado ou considerar os transfers particulares. São duas estradas principais que atravessam a ilha, a Windward Road e a Northside Road, ambas pela costa. Para ir de ponta a ponta, bastam duas horas de trajeto, em que vão se perfilando as praias.

A ideia é explorar a gosto, apesar da mão inglesa (fácil não é), para depois eleger a melhor: seria a Milford Bay, mais turística? Ou Stone Heaven, bela e recatada? Talvez Englishman Bay, que é avistada do alto da forma mais fotogênica possível? Um boato local dá conta de que a visão dessa praia é a mais bonita da ilha. Só vendo para crer.

Há que considerar nessa votação Castara Bay, praia mais hipponga, com seus hostels, bares de reggae e visitantes rastafári – vale lembrar que, se Tobago é irmã de Trinidad, também é prima da Jamaica.

Já Pigeon’s Point, na ponta oeste, a 11 km do centrinho turístico de Scarborough, é um parque de praia com mais estrutura, com restaurantes e escolas de mergulho.

Adobe Stock: Pigeon Point, Tobago – Earth Pixel LLC

Adobe Stock: Pigeon Point, Tobago – Photobes

Lá você pode fazer aulas de stand up paddle no mar calminho ou andar de caiaque à noite até a lagoa de Buccoo, um passeio especialíssimo para ver o raro fenômeno da bioluminescência na água. É provocado pela imensa população de fitoplânctons que pintam o mar com feixes que parecem ser de néon. É um cenário mágico, como uma aurora boreal, só que no mar, que ganha diversos tons de verde, do mais escuro ao mais claro.

Como a interferência humana na natureza da ilha é quase inexistente, o cenário em boa parte das praias de Tobago segue igual ao tempo em que a ilha servia de refúgio para navios piratas no século 18. Tanto que uma das praias é chamada de No Man’s Land. Como o nome indica, é isolada, só acessível em veículos 4×4, atravessando um manguezal, ou de barco.

Passear de barco, aliás, é a melhor coisa a fazer por lá. Permitem um vislumbre mais completo da costa da ilha. Dá para conhecer diversas praias em um único dia, fazer snorkeling em diversos pontos e, se tiver um pouco de sorte, ainda avistar golfinhos e baleias.

Adobe Stock: Caiaque, Saint Lucia, Caribe – Fokke Baarssen

Adobe Stock: Caribe – A.Jedynak

Cultura e gastronomia

Tobago tem ainda delícias bem peculiares, como a famigerada corrida de cabras, uma tradição que existe desde 1925. Há até pista especial para o evento. A música típica é a soca, um ritmo caliente, de sonoridade caribenha, que domina a trilha sonora nos barzinhos que abrem até mais tarde.

O churrasco local é de peixe e sempre acompanha fruta-pão na brasa. Atuns e dourados abundam nos cardápios dos restaurantes, do mais simples ao mais sofisticado. As lagostas são enormes e deliciosas (caro não é). Os preços de tudo na ilha, cobrados em dólar TTD, são mais baratos do que em outras ilhas do Caribe.

O grande evento anual de Tobago, porém, não é feito por cabras de corrida. É o Tobago Jazz Experience, festival que já atraiu artistas do quilate de George Benson, Sting, Shakira, Diana Ross e Rod Stewart.  A maior celebridade de Tobago, porém, é Destra Garcia, a destemida cantora que emplaca um hit após o outro nas rádios locais, sempre dentro do gênero soca, é claro.

Adobe Stock: Curry de Camarão, comida local, Tobago – Altin Osmanaj

Adobe Stock: Salt fish, Comida tradicional, Tobago – Diego

Publicado em: 06/07/2023
Atualizada em: 06/07/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Caribe