Salzburgo tem atrações inspiradas em Mozart e muito mais – Voupranos

Salzburgo tem atrações inspiradas em Mozart e muito mais

Adobe Stock: Palácio e Jardim de Mirabell, Salzburgo – Kovop58

O aeroporto chama-se Mozart. Um dos melhores cafés da cidade, também. Na hora de comprar um doce, nem pense duas vezes: escolha as famosas bolinhas de chocolate do Mozart. E prepare-se para fotografar o museu, a praça e a estátua de Mozart. Isso sem falar, claro, na casa onde Mozart nasceu. Mozart, Mozart, Mozart. Poucos lugares do mundo têm atrações tão associadas a uma personalidade quanto a austríaca Salzburgo, situada a três horas de trem, em média (o tempo pode variar de acordo com o trem escolhido), de  Viena.

Com tantas referências ao famoso compositor, a cidade transformou-se em uma espécie de meca da música clássica e ponto de visita obrigatório depois da passagem pela capital austríaca. Todos os anos, turistas de várias partes do mundo vão até lá para conhecer tanto o apartamento onde Mozart nasceu, em 1756 na Getreidegasse, 9, quanto o que ele viveu dos 16 aos 22 anos, na Marketplatz, 8.

Adobe Stock: Mozart’s Birthplace, Salzburgo – JFL Photography

Adobe Stock: Chocolate Mozarttaler, Salzburgo – EKH-Pictures

Ambos viraram museus, sendo que o primeiro tem um estranho conceito modernista e o segundo é muito interessante, pois reúne instrumentos originais que pertenceram ao compositor – entre eles seu célebre piano de martelo.

O passeio “musical” por Salzburgo tem, ainda, outras paradas obrigatórias. Entre elas, a estátua de Mozart, na praça homônima, erguida em 1842. Ali pertinho, se encontra o edifício conhecido como Nova Residência, onde um carrilhão toca melodias do filho ilustre da cidade três vezes por dia.

Adobe Stock: Estátua de Mozart, Salzburgo – Sam D’Cruz

Adobe Stock: Mozart Wohnhaus, Salzburgo – EnginKorkmaz

E no meio de tudo isso surge a Catedral de Salzburgo, cuja fachada insossa engana os visitantes. Por dentro, a igreja é linda. E lá está a fonte onde Mozart foi batizado e o imenso órgão que ele tocou na juventude, durante inúmeras missas.

Ao sair da catedral, à esquerda, chega-se ao cemitério de São Pedro, um dos mais bonitos e antigos da Europa. É nesse local que está enterrada a irmã do compositor, Anna Nannerl, apontada por muitos estudiosos como tão competente em música quanto o irmão famoso – mas que não fez sucesso por causa do machismo que imperava na época.

Para fechar essa deliciosa overdose de Mozart, vá assistir a um concerto em homenagem ao compositor. Os melhores espetáculos são apresentados no salão histórico barroco St. Peter e vêm acompanhados de um excelente jantar. Não deixe de ir, pois isso seria o mesmo que viajar até Roma e não ver o Coliseu.

Adobe Stock: Catedral de Salzburgo – INTERPIXELS

Adobe Stock: Cemitério São Pedro, Salzburgo – H-AB Photography

Adobe Stock: Abadia São Pedro, Salzburgo – LevT

A vida de um gênio

Wolfgang Amadeus Mozart nasceu em Salzburgo, em 1756. Começou a estudar cravo aos 3 anos de idade com seu pai, Johann Georg Leopold Mozart, compositor e violinista. Com 5 anos, apresentou-se em público pela primeira vez na Universidade de Salzburgo.

Um ano depois, compôs seu primeiro minueto para piano. O pai, então, passou a exibi-lo como um pequeno prodígio. Primeiro, para a corte imperial de Viena. Depois, em diversas cidades europeias.

Em Paris, Mozart provocou grande entusiasmo e viu editadas suas primeiras obras: sonatas para violino (1763). Em Londres, compôs uma série de sinfonias e conheceu Joahn Sebastian Bach, que influenciaria suas composições juvenis.

Regressou a Salzburgo em 1767 e foi recebido na corte de Viena em 1768, quando o imperador Jos II pediu a ele que escrevesse uma ópera e a dirigisse.

Assim, Mozart, com apenas 12 anos, criou sua primeira ópera bufa. Em 1781, se estabeleceu em Viena e casou-se com Constanze Weber. Nos últimos dez anos de vida, compôs suas maiores obras para o palco. Apesar de trabalhar muito, acumulou dívidas e incompreensão. Viu seu casamento ruir e acabou com a saúde prejudicada.

Pobre e doente, morreu em 1791, em Viena. Sua morte foi atribuída a uma série de causas, de simples febres à ingestão assassina de veneno. Mozart foi enterrado numa vala comum e, ainda hoje, não se sabe o lugar exato onde está enterrado.

Adobe Stock: Cravo – Adam

Outras atrações

Apesar de não parecer à primeira vista, Mozart não é o único destaque de Salzburgo. A cidade oferece diversas outras atrações, sendo que a principal delas é a Fortaleza Hohensalzburgo, o maior e o mais bem conservado castelo da Europa Central. De quase todos os pontos de Salzburgo é possível avistar a fabulosa construção, no alto de um rochedo.

Para chegar lá, basta pegar um veloz trenzinho que sobe o Caminho Alto. Poucos segundos depois, você terá chegado para visitar os aposentos, lojinhas, restaurantes, museus e varandas do forte, que oferece vista privilegiada da cidade.

Outro ponto turístico é a Getreidegasse que, mais do que a rua onde Mozart nasceu, é um dos centros comerciais mais atraentes da Áustria. Repleta de tabuleiros ornamentados e fachadas históricas, essa estreita rua com ares medievais abriga um sem-número de lojas e restaurantes. Vive lotada, principalmente nos fins de semana.

Adobe Stock: Palácio Hellbrunn, Salzburgo – Saiko3p

Adobe Stock: Palácio Hellbrunn, Salzburgo – Lic0001

Do outro lado do simpático riozinho que corta a cidade, próximo à estação de trem, fica o magnífico Jardim Mirabell. O palácio e as flores que o ornamentam fizeram parte da famosa cena do filme A Noviça Rebelde, de 1965, em que a personagem Maria e algumas crianças dançam e cantam a música Dó-Ré-Mi. Há diversos outros passeios na cidade relacionados ao filme, quase que inteiramente gravado nos campos floridos que cercam a região.

Um pouco mais longe do centro, a cerca de 20 minutos de carro, está outra grande atração de Salzburgo: o Palácio Hellbrunn, antiga casa de verão do arcebispo Markus Sittikus. Com grandes jardins, belos aposentos e brinquedos aquáticos, o complexo proporciona muita diversão aos visitantes.

Adobe Stock: Fortaleza Hohensalzburgo, Salzburgo – Sonja Birkelbach

Adobe Stock: Palácio e Jardim de Mirabell, Salzburgo Auergraphics

Publicado em: 02/06/2023
Atualizada em: 02/06/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Áustria