Turismo pet cresce e vira tendência na rede hoteleira do Brasil – Voupranos

Turismo pet cresce e vira tendência na rede hoteleira do Brasil

O Brasil é terceiro país com o maior número de animais domésticos, contando com quase 150 milhões deles, segundo o censo do Instituto Pet Brasil (IPB). Com essa estatística em mente, não é surpresa que os espaços pet friendly estejam atraindo cada vez mais viajantes que desejam viajar acompanhados de seus amados animais de estimação, inclusive no setor turístico.

Adobe Stock – Adogslifephoto

De acordo com uma pesquisa realizada pelo site de reservas Booking.com, 46% dos viajantes brasileiros optam por acomodações pet friendly ao escolher um destino de férias, um número muito acima da média global de 31%. Essa tendência de hotéis que aceitam animais de estimação é mundial, afinal, para muitas pessoas, esses bichinhos são considerados como mais um membro da família.

O Airbnb divulgou recentemente uma pesquisa que aponta um crescimento de 100% no número de noites reservadas por hóspedes acompanhados de animais de estimação no Brasil durante o primeiro semestre de 2023 em comparação ao mesmo período do ano passado. Esse crescimento no Brasil foi o dobro da média global, que ficou em torno de 50%. Podemos dizer que estamos presenciando um verdadeiro boom no setor pet-friendly. Mais de 27% das acomodações totais da plataforma Airbnb no Brasil já estão cadastradas como pet-friendly. Esses dados refletem uma mudança de mentalidade por parte dos anfitriões, que estão cada vez mais dispostos a abrir suas portas para receber os pets de seus hóspedes.

Essa tendência também segue na hotelaria tradicional. O número de hotéis que aceitam pets cresceu consideravelmente nos últimos dois anos. Esse tipo de serviço se tornou um diferencial para a maioria dos hotéis de lazer. Na maioria desses estabelecimentos, os animais de estimação podem ficar acomodados nos quartos com seus tutores e, em muitos casos, até recebem mimos especiais do hotel, como colchão, ração especial e petiscos.

Quem pretende embarcar em uma viagem com seu pet, seja dentro ou fora do Brasil, deve primeiro realizar uma pesquisa minuciosa sobre o destino escolhido. Viajar com animais exige alguns cuidados essenciais para garantir o bem-estar dos animais durante a viagem. É importante ressaltar que, dependendo do porte, é necessário ficar atento às taxas cobradas pelos hotéis. Quanto maior o cão, mais alta é a taxa cobrada por dia de hospedagem.

Cleber Santos, especialista em comportamento animal e CEO da Comportpet, orienta que o check-list de viagem aérea para pets inclui uma pré-adaptação à caixa de transporte com antecedência, preferencialmente semanas antes da viagem. Ele destaca a importância de ficar atento aos cuidados tomados pelas companhias aéreas, garantindo a segurança dos animais durante os voos e no momento do desembarque, até que sejam entregues aos braços do tutor.

No Brasil, apenas gatos, cachorros e coelhos são considerados animais de estimação para fins de transporte internacional. As exigências das empresas aéreas para os pets variam de acordo com a modalidade de embarque (acompanhado ou desacompanhado, viagem na cabine ou porão) e incluem desde a documentação dos animais e atualização de vacinas até o uso de caixas de transporte adequadas, peso máximo do animal, limite de animais a bordo e exames veterinários.

“É altamente recomendável que o pet passe por uma avaliação veterinária antes da viagem, especialmente em casos de longas distâncias. Dessa forma, surpresas desagradáveis relacionadas à saúde do animal podem ser evitadas. Além disso, a carteira de vacinação sempre deve estar em dia”, conclui Vininha F. Carvalho.

Publicado em: 22/11/2023
Atualizada em: 22/11/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Brasil