Abrantes, uma joia (ainda pouco conhecida) do Rio Tejo – Voupranos

Abrantes, uma joia (ainda pouco conhecida) do Rio Tejo

Feita de ouro (“aurantes”) e de flores, a cidade de Abrantes, é uma das joias à margem do Rio Tejo, no Norte de Portugal. E ainda que seja plena de encantos, ainda é pouco conhecida dos turistas brasileiros que visitam Portugal. Fundada no século 12, é dominada pelo seu castelo medieval, o Castelo de Abrantes, situado no alto de um morro a 200 metros de altura sobre a cidade. Era um dos castelos que integrava a Linha de Defesa do Tejo, uma sequência de fortificações que defendiam o norte de Portugal. Abrantes possui diversos mirantes para contemplar a paisagem e seu núcleo antigo conta com belos casarões de arquitetura típica, ruas de paralelepípedos e inúmeras igrejas – Santa Maria do Castelo, São Vicente, Misericórdia ou São João Baptista.

O Rio Tejo e a cidade de Abrantes – Divulgação Abrantes

Uma das atrações da cidade é o Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes – MIAA – dedicado ao futuro. Alojado no Convento de S. Domingos, do século 16, este edifício nobre da cidade foi renovado pelo prestigiado arquiteto Carrilho da Graça. Recentemente aberto ao público, o Panteão dos Almeida é outro marco desta cidade encantadora. Situado no interior da Igreja de Santa Maria do Castelo.

A cidade mais florida de Portugal

Abrantes oferece também aos seus visitantes inúmeros jardins e espaços verdes, como o icônico Jardim do Castelo, do final do século 19, ou o Jardim da República, que se ergue sobre uma colina. É adornada com canteiros de flores, castanheiros e cedros, e conta com um pequeno café com esplanada. No centro da praça, há um monumento dedicado ao soldado desconhecido da Batalha de la Lys, em 1918. Foi a primeira escultura em Portugal a ser construída em cimento armado em 1940.

Centro histórico de Abrantes – Cidade fundada no século 12 – Divulgação Abrantes

Abrantes já foi considerada a mais florida de Portugal e todos os anos, em maio, veste-se de flores durante as Festas da Cidade, quando os moradores decoram as ruas com flores e competem entre si pelo título da mais bela rua de Abrantes.

A partir dos diversos mirantes – Outeiro de S. Pedro, Torre de Menagem, Miradouro da Penha, Miradouro das Fontes e Cais de Rio de Moinhos – é possível contemplar a cidade e a deslumbrante paisagem ao redor marcada pelo rio Tejo e pelo rio Zêzere. As praias fluviais da Albufeira de Castelo do Bode, da Aldeia do Mato e de Fontes são bastante procuradas no período do verão para a prática de desportos náuticos (vela, remo, canoagem, kayak, windsurf), pesca, natação.

A região conta com belas praias fluviais procuradas para prática de esportes náuticos – Divulgação Abrantes

Outra curiosidade: Abrantes é a cidade-natal da primeira mulher primeira-ministra em Portugal, Maria de Lurdes Pintasilgo, que assumiu funções governativas no dia 1 de Agosto de 1979, e foi também a primeira mulher a concorrer às eleições presidenciais, em 1986. Maria de Lurdes se tornou ícone da luta pela igualdade de direitos para as mulheres em Portugal.

Publicado em: 30/01/2023
Atualizada em: 30/01/2023
Quero contribuir com essa matéria dos Voupranos

Abrantes